segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Cera microcristalina - preparando a encrenca

Como esperado, chegou hoje a encomenda: um quilo de cera microcristalina.

Pelo plastico transparente da embalagem da para ver sao perolazinhas, muito brancas, Abrindo e pegando a coisa na mao, as perolazinhas sao nada aderentes, muito lisas e duras; se apertadas com toda a forca entre os dedos nao se deformam, mas calcando com a unha elas cedem. Parecem feitas de um plastico macio, digamos assim.

Passei as perolazinhas do saco plastico para uns vidros, como da para ver ahi na foto `a esquerda, com um saco com cera de carnauba fazendo companhia.

Mas o que interessa e' por maos `a obra. Do que havia prospectado na Rede, resolvi experimentar com 100g de micro, 30g de carnauba e 300ml de solvente. Nao nessas quantidades, claro, que cera rende muito e isso daria para par de anos. Reduzi para 1/10: 10g de micro, 3g de carnauba e 30ml de limoleno.


Ahi na foto acima, o 'laboratorio' para preparar a formula. Da esquerda para a direita, um fogaozinho eletrico com termostato, com uma caneca quase cheia d'agua em cima, um termometro de culinaria e uma balanca de cozinha com resolucao em gramas. E uns potinhos onde derreter/esquentar as coisas...

- ooOoo -

Quando comecei a lidar com preparo de ceras eu utilizava o fogao da cozinha, com chama aberta, para esquentar o banho-maria. E recomendava deixar por via das duvidas um extintor de automovel `a mao, em caso de necessidade. Eventualmente... Houve a necessidade! Deixem que lhes diga o extintor e' uma pessima ideia. Sim, apagou o fogo. Mas esparramou po por tudo, jogou agua e cera derretida longe, gerando ocupacao para praticamente um dia inteiro de mao de obra ate a cozinha voltar a um estado compativel com atividades culinarias. Com o que, aprendi tres coisas: 1) Se necessario esquentar o solvente e/ou cera ja diluida com solvente, usando chama aberta e' praticamente certo vai pegar fogo na cera ou no solvente; 2) O melhor jeito de apagar o fogo da cera ou do solvente NAO e' usar extintor mas, calmamente, tampar o banho-maria, com uma tampa, uma toalha umida, qualquer coisa que abafe o fogo; 3) Cozinha nao e' lugar de preparar cera.

O certo e', em um ambiente externo, de preferencia bem aberto para nao ficar empestado com os fumos que porventura exalem e/ou malcheirosos respingos problematicos, utilizar um aquecedor eletrico, sem chama — de preferencia com termostato para evitar a agua do banho-maria ferva furiosamente e possa entornar a cera. Um termometro ajuda a setar o termostato. Uma balanca, claro, para pesar os componentes, e alguma coisa, um frasco graduado, uma seringa, etc., para medir o solvente. Obviamente esta-se utilizando equipamentos de culinaria, nao de precisao — ha de se considerar uma margem de erro compativel.

- ooOoo -

E com tais aparatos e consideracoes, esta montado o cenario onde iniciar-se a producao dos primeiros testes.

Pesei as ceras... E nisso ja cometi um erro.

Peguei um potinho, pus na balanca e adicionei a cera microcristalina ate 10g, e comecei a adicionar a carnauba. Logo vi a quantidade que havia adicionado certamente ja deveria ser mais do que 3g, mas a balanca dizia que nao. Aquilo que falei ali acima: e' equipamento para cozinha, nao e' equipamento de precisao. O jeito e' pesar uma cera em um pote, conferir tres, cinco vezes, e pesar a outra cera em outro pote, conferir tres, cinco vezes, e so entao mistura-las.



E entao levar ao banho-maria. E esperar. Ambas as ceras tem ponto de fusao alto, ao redor de 80-90°C, entao leva um tempinho.


Quando praticamente toda a cera estiver derretida, em outro pote leva-se o solvente para o banho-maria, aguarda-se uns minutos, adiciona-se uma pequenissima pitada de bicarbonato de sodio `as ceras, mais uma boa mexida e entao tira-se tudo do banho e derrama-se o solvente nas ceras. Mexe-se bem e despeja-se a cera ainda liquida na embalagem definitiva.


E ahi esta o resultado da primeira 'fornada'. Em duas latinhas de graxa de sapato `a esquerda, o resultado da formula como descrita acima. `A direita, na latinha e no pote de plastico, o resultado de preparo daquela pesagem que saiu torta, uma percentagem bem menor de carnauba, que eu calculo entre 0,7 e 1,3g muito aproximadamente, e com um pouco mais de solvente, talvez ahi por uns 40ml. Afinal, experimentar e' preciso, hehehe...

Agora, aguardar umas 24 horas para a cera emulsionar bem antes de partir para aplicar um pouco das formulas em uns tampos de maquinas e ver como se desempe...

Haan?
Como?
Para que o tal de bicarbonato?

Bueno, tanto eu tenha lido o uso da cera de carnauba para conservacao de metais pode ser problematico porque quando em tempo essa cera se oxida tende a se tornar acida. O bicarbonato e' para, talvez, evitar essa possivel acidez.


5 comentários:

  1. Mesmo tendo trocado ovos de galinha pelos de codorna e adicionado um sal de frutas, a omelete pode dar certo. Estou de olho, quase no ponto de encomendar uma latinha. Mas não ao preço das luvas, por favor.

    Fui atrás do filme do Karloff (descobri ser The Devil Commands) mas não encontrei. Uma pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos ver como se desenvolverao os testes... Se chegar a uma formulacao pratica, podemos conversar uma remessa, hehe.

      O filme do BK, tanto eu tenha visto, utilizando uma VPN pode ser visto por $2.99 no YouTube, AmazonVideo, Vudu e Google Play. Sem necessitar abrir contas, por $9 podes mandar vir isto: https://goo.gl/GyDTgb

      Excluir
  2. Curioso e interessado nos testes.
    O circo me lembra a bancada para preparar o coado. O peso do solvente pode ser medido na balança usando a densidade do líquido. Por aqui a balança tem 0,1g de precisão. Afora o tempo a ser respeitado para a leitura, tenho que lhe dizer que sinto confiança dentro da margem de erro do produto.

    Os potes foram uma ótima idéias. Pequenos e com material durável.

    Como usuário de WD-40 para tal missão, muito me interessa um filme mais duradouro.
    Eu não tenho dúvidas que cabe mais um na remessa! Problema é se a boiada se formar... de modo que só um empreendimento como solução :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calcular volume por peso/densidade envolve calculos. Esquece!
      E e' pra preparar cera, pombas! Um grama de precisao e' ate demais, hehe.

      Os testes estao sendo promissores... Vamos ver com um pouco mais de tempo.
      Se funcionar... a ideia, muito evidentemente, nao e' comercializar o produto mas divulgar a formula. E cada um por si, hehehe.

      Excluir
    2. Mas a boiada nem chegou a se formar...
      Estou pressentindo que as minhas aplicação diárias de óleo estão com os dias contados.
      "Ceras do Portinho ME"

      Excluir